Início / Aconteceu

Arquivos Categoria: Aconteceu

Feed Subscription

Produtoras rurais de Cantanhede são capacitadas Senar e produzem doces e salgados

Alunas durante o encerramento do curso.

O gestor do Senar, Luiz Figueiredo, Yolanda Gomes, Rosinha Monteles, Francisca Coelho, Ana Paula Coelho e Marly Carvalho.

A combinação de Doces e Salgados, nem sempre é apropriada, mas no caso do curso ofertado pelo Senar para produtoras rurais de Cantanhede, foi muito bem vinda. Foram três dias de aulas teóricas e práticas que demandaram o preparo primoroso de dezenas deste tipo de alimento para um grupo de 12 mulheres.

A proposta principal desta iniciativa é preparar as participantes para encarar o mercado de trabalho criando oportunidade para investir em um negócio próprio, incrementando a renda da família com vistas a melhorar a qualidade de vida.

O curso ocorreu com o apoio do técnico agrícola Paulo Coelho e da mobilizadora do Senar Ana Paula Coelho, ambos moradores daquele município que cederam o espaço de sua casa para o evento.

De acordo com a mobilizadora, as mulheres envolvidas no curso de Produção Artesanal de Alimentos, são beneficiárias do programa Minha Casa Minha Vida da zona rural de Cantanhede. Ela diz ainda que ao se capacitarem, elas investem na melhoria de qualidade de vida de sua família e passam a ser mulheres emponderadas.

“Foi muito gratificante participar deste processo, pois, por meio deste treinamento o Senar oferece oportunidade de crescimento e independência profissional de cada participante, sendo por isso considerada a maior escola da vida no campo. Tenho orgulho de fazer parte desta grande família”, falou ela, emocionada ao ver o resultado do trabalho.

Para a instrutora Marly Piedade Carvalho, o curso de Doces e Salgados tem uma  grande importância, haja vista que se propõe a criar fomento à família, e também à comunidade em que vive.

“Após esta capacitação, as produtoras rurais podem gerar uma fonte de renda permanente, além disso, serve para evitar o êxodo rural. A satisfação em trabalhar no Senar é muito grande, porque a gente sabe que temos o apoio da instituição”, disse a instrutora.

Já a produtora rural Raimunda Carneiro, assegura que recebeu informações valiosas para a sua vida, durante as 24 horas de aula.

“Foi muito bom para mim, nunca havia participado de um evento como este, e na oportunidade aprendi a fazer diversos bolos e salgados. Vou fazer para o consumo da minha casa”, ressaltou ela destacando a importância do Senar em sua vida. “Nota dez para o Senar”.

CNA alerta para fim do prazo de declaração do ITR

A Comissão Nacional de Assuntos Fundiários da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) alertou os produtores para o fim do prazo de entrega da Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR) de 2018. Os representantes se reuniram na quarta (26), em Brasília.

Na ocasião, o presidente da Comissão, Maurício Saito, ressaltou a importância de se cumprir o prazo para evitar o pagamento de multas. “Proprietários pessoa física e jurídica, titulares ou possuidores de qualquer título de imóvel rural devem apresentar a documentação”.

O coordenador de Assuntos Estratégicos da CNA, Joaci Medeiros, destacou a campanha que a Confederação realizou para divulgar a declaração do imposto. “Desde a abertura do prazo, em 13 de agosto, enviamos informações para os produtores rurais, uma vez por semana, alertando para o prazo”.

CNA alerta para fim do prazo de declaração do ITR

Durante a reunião, a Comissão também debateu a vinculação dos produtores ao Cadastro Nacional de Imóveis Rurais (CNIR), resultado da unificação da base de dados do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e da Secretaria da Receita Federal do Brasil.

“O CNIR visa proporcionar mais segurança jurídica ao setor. Os produtores com propriedades acima de 50 hectares devem fazer a vinculação a esse novo cadastro”, disse Joaci.

Joaci explicou que ainda há uma baixa adesão dos cadastros. “Atingimos apenas 30% do previsto e precisamos ampliar esse número. O produtor rural precisa ficar atento a essa vinculação, que é obrigatória”.

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR
Telefone: (61) 2109 1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

CNA se reúne com federações e sindicatos rurais na Bahia

A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb) recebeu na sexta (21), em Salvador, a 8ª reunião itinerante da Diretoria-Executiva da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

O encontro contou com a participação de presidentes das federações de agricultura e pecuária do Nordeste e de Tocantins, onde foram discutidas as demandas do cenário agropecuário brasileiro e ações desenvolvidas pelo Sistema CNA/Senar/ICNA.

A Diretoria também se reuniu com presidentes de sindicatos de produtores rurais da Bahia, que compartilharam suas experiências e desafios do segmento em cada região.

A representação sindical e a importância da assistência técnica para o agro no país, uma das prioridades do Sistema CNA, também foram pautas do encontro. “Tenho certeza que nós vamos construir um sindicalismo forte, modelo para todo o Brasil”, afirmou o presidente da CNA, João Martins.

O presidente da Faeb, Humberto Miranda, ressaltou a importância de fortalecimento de parcerias nos municípios. “É importante que os sindicatos estejam engajados nas discussões das políticas públicas nos seus municípios e também em diálogo constante com instituições ligadas ao agro, empresários, para que possamos ampliar nossas ações”, ponderou.

Já o diretor-geral do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Daniel Carrara, chamou atenção para a necessidade de priorizar a assistência técnica. “Nosso grande meio de alavancar a produção agropecuária é a assistência técnica. A fruticultura, a pecuária e outras cadeias promissoras, que estão em pleno crescimento no País, precisam ter esse suporte da assistência técnica para dar sustentabilidade à atividade”.

Assessoria de Comunicação CNA (com informações da Faeb)
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
senar.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Sistema CNA/Senar/ICNA discute cooperação internacional com governo da Alemanha

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) receberam, nesta terça (25), representantes do governo da Alemanha e da Embaixada alemã no país para discutir ações de cooperação internacional no setor agropecuário.

A comitiva alemã está em Brasília para conhecer o modelo brasileiro voltado para este segmento e solicitou uma visita à sede do Sistema CNA/SENAR, após mostrar interesse pelo Portfólio de Cooperação Internacional, lançado no último Agro em Questão, realizado há duas semanas. O grupo foi liderado por Ulrich Kleinwechter, chefe substituto da Divisão de Projeto Internacionais do ministério alemão.

No encontro a delegação pôde conhecer mais sobre o trabalho do Sistema CNA/Senar/ICNA na defesa dos produtores, em uma exposição feita pelo assessor de Relações Internacionais da CNA, Thiago Masson. As ações de Assistência Técnica e Gerencial foram apresentadas pelo coordenador de Projetos de Ateg do Senar, Alexandre Gessi.

“Mostramos o portfólio, discutimos as áreas em que poderíamos trabalhar em conjunto aqui e no exterior, levando todo o conhecimento do Senar, para execução de projetos em desenvolvimento rural com duas abordagens: renda para o produtor e sustentabilidade ambiental”, explicou Thiago Masson.

Eles também trocaram informações sobre produção sustentável, como o Projeto Biomas e o pagamento por serviços ambientais, além de temas como a agricultura 4.0, baseada na produção digital, seguro rural, assistência técnica na produção de leite e projetos de cooperação internacional em países da África com participação do Senar e de instituições alemãs.

A delegação também se reunirá com representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e outros órgãos e entidades. O grupo deve voltar ao Brasil no começo de 2019 para uma nova rodada de discussões.

Também estiveram no encontro o conselheiro para Agricultura e Alimentação da Embaixada, Ansgar Aschfalk, a assessora da Embaixada, Paula Lucatelli, e a gerente de Projetos da GFA, consultoria em cooperação bilateral do país europeu, Isabel Aust.

Assessoria de Comunicação CNA
Fotos: Tony Oliveira
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
senar.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Faema empreende a I etapa do programa CNA Jovem

O jovem instrutor Paulo Ricardo Belo, durante abertura dos trabalhos na sede do sistema Faema/Senar.

Jovens e diretoria da Faema na I etapa do programa CNA Jovem.

Dezesseis jovens vocacionados para o agronegócio no Maranhão, participaram da primeira etapa do programa CNA Jovem, ocorrida essa semana na sede do sistema Faema/Senar. na presença do presidente em exercício. Os participantes vieram dos municípios de Balsas, Caxias, São Luís, Chapadinha e Monção para participarem da programação e entender a proposta do programa que tem por objetivo desenvolver novas lideranças para o campo e para o Brasil.

Voltado para brasileiros com espírito de comando, com idade entre 22 e 30 anos, o programa vai preparar jovens do meio rural para impulsionar ainda mais o setor agropecuário, que transformou o país de importador a maior exportador mundial de alimentos.

O jovem que participa do programa terá oportunidade de envolver-se em trabalhos e discussões de grande relevância para o Brasil e terá acesso a lideranças de referência em nossa sociedade.

As edições estaduais passaram a acontecer desde 2016 – quando foi ampliado seu alcance e profundidade. Os três jovens que se destacarem com maior potencial de ascendência na etapa estadual, serão convidados a participar da etapa nacional do programa CNA Jovem.

Empreendedora

A metodologia para a etapa nacional do programa baseia-se num modelo inovador de liderança empreendedora. O jovem será estimulado a construir e planejar sua trajetória de liderança em uma das cinco dimensões seguintes: Sindical, Institucional, Política, Empreendedora ou Acadêmica.

A etapa nacional se encerra com a escolha dos vencedores pelos próprios participantes, o que legitima o papel e o projeto de liderança dos escolhidos junto a seus pares.

Participou da solenidade de abertura o presidente do sistema Faema/Senar, José Hilton Coelho de Sousa, a gestora do CNA Jovem estadual, Yolanda Gomes e os instrutores Paulo Ricardo Coelho e Terezinha Costa Borges.

Em seu discurso, o presidente destacou as ações e programas desenvolvidos pelo Senar e a importância da participação do jovem maranhense no programa CNA Jovem.

 “O CNA Jovem é mais uma etapa que está acontecendo aqui no estado e em todo o país, de grande importância para o futuro e para a agropecuária. Trata da formação de jovens, na sucessão de gestão das propriedades, e também, na formação de lideranças sindicais. Eles serão o futuro. Futuro produtores, as futuras lideranças e não somente do rural, mas também, lideranças políticas”, acentuou ele.

Scroll To Top