Início / Aconteceu

Arquivos Categoria: Aconteceu

Feed Subscription

Evento na CNA comemora Dia Internacional Contra a Corrupção

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) sediou nesta quarta (12) um evento do Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) para celebrar o Dia Internacional Contra a Corrupção.

Ministros, autoridades e o presidente da CNA no evento

Na abertura, o presidente da CNA, João Martins, afirmou que o produtor rural também sofre as consequências da corrupção que se alastrou no Brasil e, por esse motivo, é uma importante sinalização para o setor o Sistema CNA/Senar sediar e apoiar a realização de um evento como esse.

“É com muita honra que estamos celebrando este dia, uma sinalização clara de que acreditamos no futuro do país. O produtor rural também sofre com as consequências da corrupção. Eu, como brasileiro, que tenho filhos e netos, que sonho por um Brasil mais justo, fico feliz em apoiar iniciativas para combatê-la”, afirmou Martins.

João Martins

O presidente da CNA ressaltou que o Sistema estará sempre pronto a colaborar para que acontecimentos deste tipo tenham repercussão, “não só no nosso meio, dos nossos associados, mas, sobretudo, na sociedade como um todo”.

O ministro da Transparência e CGU, Wagner de Campos Rosário, apresentou um balanço das ações e dos resultados alcançados pelo órgão neste ano. Ao todo, foram recuperados para os cofres públicos R$ 7,23 bilhões por meio das ações de controle interno no Governo Federal em 2018.

Wagner Rosário

“Nós estamos com os mecanismos cada vez funcionando mais. Vamos aprendendo com os casos e criando mecanismos preventivos para combater a corrupção. Então, todo esse conjunto para detectar casos e fazer investigações vai sendo aprimorado”, afirmou.

A cerimônia contou, ainda, com a presença do ministro da Justiça, Torquato Jardim, do ministro da Educação, Rossieli Soares, do delegado de Polícia Federal, Umberto Ramos Martins, da representante da Unesco no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto, do diretor-presidente do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, Caio Magri, de autoridades, convidados e integrantes do Sistema CNA/Senar.

Torquato Jardim

Ampliação – Durante o evento também foi anunciada a ampliação do Programa “Um Por Todos e Todos por Um! Pela ética e cidadania” para as escolas de Ensino Fundamental de todo o País. A iniciativa é realizada pelo Ministério da Transparência e CGU em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Ministério da Educação e Instituto Maurício de Sousa.

Rossieli Soares

O programa tem como objetivo despertar nos estudantes o interesse pelos assuntos relacionados à ética e à cidadania, de forma lúdica e divertida, com o auxílio da Turma da Mônica.

Segundo o diretor-geral do Senar, Daniel Carrara, a entidade foi convidada para participar em razão da sua experiência em desenvolver programas com jovens na área de conteúdos transversais e pelo conhecimento em educação a distância (EaD).

“Trabalhamos na área de meio ambiente, de defensivos e na área de recursos hídricos. O jovem e a criança exercem uma função primordial na interferência das atitudes dos pais e isso, nessa área de cidadania e ética e no combate à corrupção, certamente vai ser um sucesso”, afirmou Daniel.

Daniel Carrara (esq.) com a Turma da Mônica e autoridades

Atualmente o programa se encontra no final da primeira fase, ou seja, na formatação do material didático-pedagógico (Caderno do Professor, Caderno do Aluno, Revista de Atividades, jogos, cartazes e histórias em quadrinhos da Turma da Mônica) dentro da plataforma de EaD para, posteriormente, ser disponibilizado gratuitamente em todo o Brasil, tanto no formato online quanto offline.

“Esse trabalho do Senar será importantíssimo para que as 48 milhões de crianças que hoje estão no Ensino Fundamental recebam um material de qualidade que trate de ética e cidadania nessa importante fase do aprendizado”, disse o ministro Wagner Rosário.

Concurso – Outro destaque do evento foi a premiação do 10º Concurso de Desenho e Redação, que foi realizado durante o ano de 2018 e teve como tema: “Ser Honesto é Legal!”. Nesta edição foram mobilizados 591.473 estudantes, 20.750 professores, 2.978 escolas, e produzidos 506.399 trabalhos, entre desenhos, redações e planos de mobilização.

Wagner Rosário e João Martins entregam o prêmio para uma das vencedoras

Foram premiados três estudantes vencedores do Distrito Federal e seus respectivos professores orientadores, além das três instituições vencedoras da categoria nacional “Escola Cidadã”. As instituições reconhecidas foram a Unidade Escolar Alencar Mota, de Alagoinha do Piauí (PI), a Escola Estadual Professora Clotilde de Moura Lima, de Taipu (RN), e o Colégio Estadual Lavandeira, de Lavandeira (TO).

Participantes do Concurso foram premiados durante o evento

Assessoria de Comunicação CNA

Balanço 2018 e Perspectivas 2019

No dia 05 de dezembro de 2018, o Sistema CNA/SENAR reuniu a imprensa e especialistas do setor para fazer um balanço das ações de 2018 e falar sobre as perspectivas para 2019.

Principais dados econômicos e ambientais
 Apresentação – Bruno Lucchi, Superintendente Técnico da CNA

Principais dados internacionais
Apresentação – Lígia Dutra, Superintendente de Relações Internacionais da CNA

Acesse também as informações por cadeia produtiva ou área de atuação:

1) Política Agrícola
2) Aquicultura
3) Meio Ambiente
4) Irrigação
5) Empreendedores Familiares Rurais
6) Região Nordeste do Brasil
7) Região Norte do Brasil
8) Logística e Infraestrutura
10) Jurídico
11) Relações Internacionais
12) Faculdade CNA
13) SENAR – Educação e Assistência Técnica
14) Instituto CNA – Estudos e Pesquisas
15) Economia Brasileira: Atividade Econômica
16) Economia Brasileira: Câmbio e Inflação
17) PIB do Agronegócio
18) Arroz
19) Feijão
20) Trigo
21) Cana-de-Açúcar
22) Hortaliças
23) Silvicultura
24) Pecuária de Leite
25) VBP
26) Algodão
27) Milho
28) Soja
29) Café
30) Fruticultura
31) Bovinocultura de Corte
32) Avicultura de Corte
33) Suinocultura
34) Relações Institucionais

Senar-MA é referência para outras regiões em Assistência Técnica

Para o Estado é sinônimo de orgulho, mas para o Senar Maranhão é uma honra saber que seu trabalho é referência para outras regiões do Brasil. Durante três dias na Região Tocantina, o Senar Maranhão foi a principal pauta de discussões e troca de conhecimento nas cidades de Imperatriz, Açailândia  e zona rural de Cidelândia. O tema principal foi a implantação e evolução do programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) no Estado Maranhão, que se tornou referência para todo país.

Durante três dias 9 superintendentes de nove estados estiveram presentes conhecendo produtores rurais de sucesso no Maranhão que cresceram após a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) implantada pelo Senar Maranhão e que trouxe resultados agradáveis em vários seguimentos.

Na Fazenda Mariazinha, de propriedade de Joaquim Ramos Júnior, que trabalha com bovinocultura de corte, os Superintendente ficaram encantados com o sucesso do produtor que aplica as técnicas corretas. Eu sei que ainda estou longe do de executar tudo de maneira correta, mas o trabalho que o Senar faz em minha propriedade é maravilhoso, tem bons profissionais e investe na educação dos produtores rurais. Minha produção anual é algo em torno de 7 mil arrobas, mas pretendo aumentar ainda mais. Estou muito feliz em poder receber pessoas de vários estados na minha fazenda para conhecer o meu trabalho. Mas quero deixar bem claro, o Senar é o principal responsável pelo sucesso”, disse o produtor referência no Brasil.

Já na comunidade Olho D’água dos Martins, onde está localizada a Chácara 2 Irmãos, aconteceu o Dia de Campo, e encerramento da I Missão da Assistência Técnica e Gerencial no Maranhão. Durante uma manhã inteira aconteceram várias palestras com os melhores profissionais do Maranhão. Casos de sucesso no Maranhão foram destaque na ação. O jovem Paulo Henrique Leite, dono da chácara, agradeceu a presença de cada um produtor presente em sua propriedade para conhecer o sucesso de seu trabalho na bovinocultura de leite.

Para Luiz Figueiredo, Superintendente do Senar-MA, o sucesso é o resultado de um trabalho sério implantado pelo Senar no Maranhão. Segundo Figueiredo, sua equipe de campo, incluindo técnicos e supervisores tem sido a grande responsável por tudo. O superintendente Figueiredo foi categórico ao dar os créditos do sucesso aos seus colaboradores. No final Figueiredo agradeceu cada um que esteve empenhado durante três dias de muito conhecimento e troca de experiências na Região Tocantina.

O evento que mostrou casos de sucesso no Maranhão, reuniu superintendentes das regiões norte e nordeste, o diretor nacional da Assistência Técnica e Gerencial do Senar, Matheus Ferreira, Janete Lacerda de Almeida (coordenadora de capacitação da diretoria da Assistência Técnica e Gerencial), técnicos, supervisores e gerente da ATeG do Senar Maranhão, produtores e sindicalistas rurais.

Foram tantos conhecimentos colocados na mesa e experiências trocadas que o Maranhão saiu ainda maior da I Missão Técnica na região tocantina. O Senar Maranhão foi bastante elogiado pelos visitantes e pelo produtores presentes. A palavra gratidão foi a mais ouvida durante os três dias de missão. Parabéns Senar, a verdadeira Escola da Terra.

Embaixador da Alemanha conhece ações do Sistema CNA

O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, João Martins, recebeu nesta segunda (5) o embaixador da Alemanha no Brasil, Georg Witschel, que visitou a sede da entidade para conhecer as ações do Sistema CNA/Senar/ICNA e a potencialidade do agro.

João Martins falou da importância dos avanços tecnológicos no setor e a busca dos produtores por mais sustentabilidade e qualidade dos produtos. “Daqui a alguns anos, nós seremos um dos maiores fornecedores de alimentos do mundo. Para isso, precisaremos de tecnologia para produzir mais no mesmo espaço”.

Martins também destacou o uso de técnicas sustentáveis pelos produtores brasileiros para reduzir a emissão de gases na atmosfera e mitigar os efeitos das mudanças climáticas. “Recuperação de pastagens, rotação de culturas e integração Lavoura-Pecuária-Floresta são alguns exemplos dessas práticas”.

O presidente da entidade explicou ainda o papel da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) que beneficia produtores rurais em todo o país.

Durante o encontro, o embaixador Georg Witschel falou do esforço do Brasil em aumentar a produção de alimentos sem expandir a área e o uso da agricultura digital.

Embaixador da Alemanha conhece ações do Sistema

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR

Visita de executivos do Banco do Brasil discute fortalecimento da produção rural do Estado

Com vistas a estreitar parceria e fortalecer ações de desenvolvimento da agropecuária no Maranhão, diretores dos sistema Faema/Senar, se reuniram com executivos do Agronegócio do Banco do Brasil essa semana.

O encontro foi liderado pelo presidente Raimundo Coelho, que dentre diversas pautas, destacou a necessidade de expansão de programas que atendam as comunidades rurais maranhenses com incentivo à produção agropecuária com vistas à melhoria da qualidade de vida.

Falou na oportunidade dos programas em desenvolvimento em todo o estado, incluindo o programa Mais Produção do Governo do Estado, executado pelo Senar que atende nesta segunda etapa 1.770 propriedades nas cadeias de carne e couro, arroz, aquicultura, hortifruticultura, leite e suinocultura.

“Compareceu aqui o gerente de negócios da superintendência do Banco do Brasil, e nós discutimos o fortalecimento da parceria, quando na ocasião apresentamos o nosso trabalho de assistência técnica e gerencial (ATeG) e seus resultados em todo o Estado”, frisou Coelho, após o encontro.

Para o gerente de mercado da Superintendência Estadual do Maranhão, Bruno Chaves de Oliveira, o objetivo maior da reunião com os diretores desta entidade, foi o estreitamento de relacionamento com vistas ao apoio ao fomento para a cadeia produtiva do agronegócio do Maranhão.

“O Senar é um importante parceiro do Banco do Brasil e nós precisamos efetivar esse convênio em busca de fomento e melhoria para o homem do campo”, disse Oliveira elogiando a boa receptividade e o repasse pela equipe do sistema Faema/Senar de informações importantes que subsidiará para um novo patamar nessa relação e na melhoria da cadeia produtiva do estado.

Participaram da diretoria do sistema Faema/Senar além de Raimundo Coelho, o superintendente do Senar, Luiz Figueirêdo, o gerente técnico, Carlos Antônio Feitosa, o gerente de ATeG, Epitácio Rocha e o diretor-tesoureiro da Faema, Lourival Costa.

Scroll To Top