Início / Palavra do Presidente

Arquivos Categoria: Palavra do Presidente

Feed Subscription

Palavra do PRESIDENTE – 24/03/2017

O sistema Faema/Senar, nos últimos anos, tem contribuído diretamente na qualificação  dos produtores rurais maranhenses. De forma harmônica e diferenciada, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) por meio de parceria com instituições de fomento à produção rural (sindicatos e  associações) e de instituições governamentais  (Governo  e prefeituras), atende ao homem do campo com as mais diversificadas qualificações.

Os programas de Formação Profissional Rural (FPR) e Promoção Social (PS) -ambos  carro-chefe da instituiçãojá chegaramaos distantes rincões do nosso estado, com conhecimento e tecnologia a fim de elevar a qualidade do trabalho do homem do campo e a consequente melhoria da qualidade de vida de quem a utiliza.

As ações do sistema Faema/Senar podem ser destacadastambém pelo emprego inovador da assistência técnica e gerencial por intermédio do programa ATeG aplicado no estado, com atendimento ao produtor através de tecnologias viáveis e a utilização do meio ambiente de forma sustentável.

Um dos destaques é adisseminação junto aos produtores rurais, das  quatro tecnologias ABC de incentivo a produção agrícola sustentável, Integração Lavoura Pecuária e Floresta (ILPF), Recuperação de Pastagem e Florestas Plantadas por meio de cursos de capacitação e assistência técnica gerencial, que trazem como principais benefícios o  aumento na oferta de alimentos, a diversificação da geração de renda no campo e a preservação do meio ambiente.

A ATeGtambém tem sido a tônica do programa Mais Produção do governo do Estado, aonde o Senar vem atendendo desde o ano passado 1.550 propriedades nas cadeias de carne e couro, arroz, piscicultura, hortifrúti e leite em parceria com o Sistema Estadual de Produção e Abastecimento (Sepab) que por sua vez, é coordenada pela Secretaria de Estado da Agricultura Pecuária e Pesca (Sagrima).

O resultado que se busca de todo esse trabalho,é a satisfação e a mudança de hábito  do produtor, o aperfeiçoamento,   profissionalização, a continuidade pelos jovens, das atividades no campo, a visão  empreendedora das famílias, e é claro,  geração de renda e mais produção pelo aumento da produtividade.

Raimundo Coelho de Souza

Palavra do PRESIDENTE – 22/03/2017

O sistema Faema/Senar, nos últimos anos, tem contribuído  diretamente na qualificação  dos produtores rurais maranhenses. De forma harmônica e diferenciada, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) por meio de parceria com  instituições de fomento à produção rural (sindicatos e  associações) e de instituições governamentais  (Governo  e prefeituras), atende ao homem do campo com as mais diversificadas qualificações.

Os programas de Formação Profissional Rural (FPR) e Promoção Social (PS) –  ambos  carro-chefe da instituição  já chegaram aos distantes rincões do nosso estado, com conhecimento e tecnologia a fim de elevar a qualidade do trabalho do homem do campo e a consequente melhoria da qualidade de vida de quem a utiliza.

As ações do sistema Faema/Senar podem ser destacadas também pelo emprego inovador da assistência técnica e gerencial por intermédio do programa ATeG aplicado no estado, com atendimento ao produtor através de tecnologias viáveis e a utilização do meio ambiente de forma sustentável.

Um dos destaques é a  disseminação junto aos produtores rurais, das  quatro tecnologias ABC de incentivo a produção agrícola sustentável, Integração Lavoura Pecuária e Floresta (ILPF), Recuperação de Pastagem e Florestas Plantadas por meio de cursos de capacitação e assistência técnica gerencial, que trazem como principais benefícios o  aumento na oferta de alimentos, a diversificação da geração de renda no campo e a preservação do meio ambiente.

A ATeG  também tem sido a tônica do programa Mais Produção do governo do Estado, aonde o Senar  vem atendendo desde o ano passado 1.550 propriedades nas cadeias de carne e couro, arroz, piscicultura, hortifrúti e leite em parceria com o Sistema Estadual de Produção e Abastecimento (Sepab) que por sua vez, é coordenada pela Secretaria de Estado da Agricultura Pecuária e Pesca (Sagrima).

O resultado que se busca de todo esse trabalho,  é a satisfação e a mudança de hábito  do produtor, o aperfeiçoamento,   profissionalização, a continuidade pelos jovens, das atividades no campo, a visão  empreendedora das famílias, e é claro,  geração de renda e mais produção pelo aumento da produtividade.

Raimundo Coelho de Souza

Scroll To Top