Início / Aconteceu / Sindicato dos Produtores Rurais de Amapá do Maranhão recebe registro oficial do Ministério do Trabalho

Sindicato dos Produtores Rurais de Amapá do Maranhão recebe registro oficial do Ministério do Trabalho

A Faema apoiou todo o processo que culminou com o registro, beneficiando dezenas de produtores rurais afiliados à entidade.

 

Presidente Marcelo Henriques fala aos produtores rurais e convidados

Presidente da Faema, Raimundo Coelho, Prefeita de Amapá, Tatiana Maia, em comemoração ao registro do da entidade

Os produtores rurais de Amapá do Maranhão têm motivos de sobra para comemorar. É que o Sindicato dos Produtores Rurais de Amapá do Maranhão acaba de receber o registro do Ministério do Trabalho (MT) que legitima as suas atividades junto ao setor rural do município e região.

O anúncio oficial foi feito durante ato solene – na presença do presidente da Faema, Raimundo Coelho, do secretário da Faema e diretor técnico do Senar, Carlos Antônio Feitosa, da coordenadora do departamento sindical da Faema, Liliane Feitosa, da prefeita Tatiana Maia, do analista de projetos do Banco da Amazônia (Basa), Marcelo Lemos, de produtores rurais locais, vereadores e secretários municipais.

Na oportunidade, o presidente do sindicato, Marcelo Duarte Henriques, juntamente com toda a sua diretoria, recebeu os convidados e destacou a alegria de ver o sindicato, fundado em 2012 pelo então presidente,  João Baiense – atualmente secretário municipal de Agricultura -, crescer e contribuir para o desenvolvimento do segmento rural local.

Além de possibilitar o atendimento ao setor rural de Amapá, o registro vai legitimar ações institucionais de apoio aos produtores de Luís Domingues, Boavista do Gurupi, Cândido Mendes, Godofredo Viana, Maracaçumé e Carutapera.

Atualmente o Sindicato possui 147 filiados. Grande parte deles desenvolvem atividades nas cadeias produtivas da bovinocultura de leite, carne, piscicultura, mel e açaí. Esta última constitui uma cadeia de grande importância socioeconômica, pois o fruto é bastante explorado e comercializado na região e fora dela.

De acordo com Marcelo Henriques a legitimação do Sindicato refletiu de forma positiva junto à categoria, uma vez que trouxe credibilidade e grande aceitação perante os produtores rurais e prefeituras da região.

Ele garante que após o evento, muitos têm buscado serviços de Cadastramento Ambiental Rural (CAR), emissão de CCIR (Certificado de Cadastro de Imóvel Rural) e declaração de ITR (Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural). Por outro lado, diversas parcerias têm surgido. Muitas delas   interessadas em preparação de mão de obra, treinamentos e outras demandas técnicas para suas comunidades.

“A presença do sistema Faema/Senar aqui no nosso sindicato não só abrilhantou o nosso evento como também legitimou as nossas atividades no setor rural de Amapá do Maranhão e região”, disse ele agradecido pelo apoio da diretoria da Faema e do Senar e pela presença de cada produtor rural.

A coordenadora do Departamento Sindical da Faema, Liliane Feitosa, disse que “O Departamento Sindical da Faema tem como papel orientar, conduzir e auxiliar os Sindicatos, por isso é importante ter a frente do sindicato pessoas determinadas e dispostas a trabalhar em prol do crescimento da entidade foi o que encontramos em Amapá do Maranhão, além de toda a diretoria ser participativa e colaborativa, o que contribui para o sucesso conjunto, do sistema Faema/Senar, do Sindicato e principalmente dos produtores, que estão bem representados neste município”.

Para Raimundo Coelho a legalização do Sindicato Rural de Amapá do Maranhão junto ao MT, vai oportunizar a solução de muitos problemas institucionais que os produtores rurais da região conviviam com eles, sem ter suporte de apoio e muito menos a  quem pedir socorro.

“Agora teremos no sindicato de Amapá o ponto de apoio e interligação da região com o sistema Faema/Senar”, ressaltou ele.

About Assessoria de Comunicação

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Scroll To Top