Início / Tag Archives: curso

Tag Archives: curso

Feed Subscription

Produtoras rurais de Cantanhede são capacitadas Senar e produzem doces e salgados

Alunas durante o encerramento do curso.

O gestor do Senar, Luiz Figueiredo, Yolanda Gomes, Rosinha Monteles, Francisca Coelho, Ana Paula Coelho e Marly Carvalho.

A combinação de Doces e Salgados, nem sempre é apropriada, mas no caso do curso ofertado pelo Senar para produtoras rurais de Cantanhede, foi muito bem vinda. Foram três dias de aulas teóricas e práticas que demandaram o preparo primoroso de dezenas deste tipo de alimento para um grupo de 12 mulheres.

A proposta principal desta iniciativa é preparar as participantes para encarar o mercado de trabalho criando oportunidade para investir em um negócio próprio, incrementando a renda da família com vistas a melhorar a qualidade de vida.

O curso ocorreu com o apoio do técnico agrícola Paulo Coelho e da mobilizadora do Senar Ana Paula Coelho, ambos moradores daquele município que cederam o espaço de sua casa para o evento.

De acordo com a mobilizadora, as mulheres envolvidas no curso de Produção Artesanal de Alimentos, são beneficiárias do programa Minha Casa Minha Vida da zona rural de Cantanhede. Ela diz ainda que ao se capacitarem, elas investem na melhoria de qualidade de vida de sua família e passam a ser mulheres emponderadas.

“Foi muito gratificante participar deste processo, pois, por meio deste treinamento o Senar oferece oportunidade de crescimento e independência profissional de cada participante, sendo por isso considerada a maior escola da vida no campo. Tenho orgulho de fazer parte desta grande família”, falou ela, emocionada ao ver o resultado do trabalho.

Para a instrutora Marly Piedade Carvalho, o curso de Doces e Salgados tem uma  grande importância, haja vista que se propõe a criar fomento à família, e também à comunidade em que vive.

“Após esta capacitação, as produtoras rurais podem gerar uma fonte de renda permanente, além disso, serve para evitar o êxodo rural. A satisfação em trabalhar no Senar é muito grande, porque a gente sabe que temos o apoio da instituição”, disse a instrutora.

Já a produtora rural Raimunda Carneiro, assegura que recebeu informações valiosas para a sua vida, durante as 24 horas de aula.

“Foi muito bom para mim, nunca havia participado de um evento como este, e na oportunidade aprendi a fazer diversos bolos e salgados. Vou fazer para o consumo da minha casa”, ressaltou ela destacando a importância do Senar em sua vida. “Nota dez para o Senar”.

Senar inicia em Balsas novas turmas do programa Aprendizagem Rural

O programa atende jovens aprendizes com capacitação para o mercado de trabalho

Yolanda Gomes, do Senar, instrutores e alunos do programa Aprendizagem Rural.

O Senar deu início esta semana, em Balsas (MA), a mais duas turmas do programa Aprendizagem Rural (Jovem Aprendiz Rural), cujo foco é capacitar jovens de 14 a 24 anos para o mercado de trabalho nas áreas  administrativa e operacional da avicultura.

Nessa empreitada, o Senar firmou parceria com a empresa SLC Agrícola para a qualificação de mais 25 alunos em auxiliar administrativo e com a Notaro para formação de 15 operadores da atividade avícola. Com essa nova turma, a empresa SLC Agrícola contabiliza 40 jovens atendidos até agora.

Já a Notaro Alimentos, inicia o processo de qualificação profissional com 15, para dentro de um ano, além de garantir uma formação técnica na área produtiva da avicultura de corte, também disponibilizar mão de obra qualificada para atender as necessidades do mercado.

Além de Balsas, o Senar mantém ainda as turmas do Programa Aprendizagem Rural (Jovem Aprendiz Rural) nas empresas Santa Izabel Alimentos em São José de Ribamar (auxiliar administrativo e avicultor) e na JS Florestal em Açailândia (silvicultor).

Aprendizagem Rural

O programa foi lançado pelo Senar para atender as exigências do governo federal (Ministério do Trabalho e Emprego – MTE) no que tange à Lei nº 10.097/2000 e consiste em preparar jovens e adolescentes para o mercado de trabalho em consonância com o quadro funcional e as necessidades das empresas que exploram atividades rurais, considerando os requisitos da legislação em vigor.

Com este projeto a entidade objetiva realizar a Formação Profissional Rural, (FPR), com metodologia de ensino-aprendizagem voltada aos aprendizes, capacitando-os para o ingresso no mercado de trabalho. O curso técnico é destinado aos jovens que queiram ingressar em atividades agrossilvipastoris, com capacidade para atender a sua comunidade, ganhando um ofício e melhorando a renda de sua família.

Os participantes deste tipo de capacitação recebem aulas teóricas e práticas dentro das instalações da empresa, podendo, ao final do curso serem contratados para exercer a função como empregado, dentro do estabelecimento. Enquanto alunos, eles recebem meio salário mínimo por um turno de trabalho experimental,  que os mantêm em suas atividades.

De acordo com o coordenador da empresa SLC Agrícola, Marcos Nunes, a parceria com o Senar tem dado certo e todos estão satisfeitos. Ele explica que esta já é a segunda turma na filial do Maranhão, um fato, segundo explica, “inédito para nós que já  a algum  tempo, vínhamos tentando trazer o curso e agora conseguimos. A nossa ideia é intensificar essa parceria,  trazendo outros cursos e treinamentos complementares  para a nossa empresa”, acentuou.

Para o superintendente do Senar, Luiz Figueirêdo o  programa Aprendizagem Rural vem recebendo atenção especial da instituição por preparar jovens e adolescente que estão no início da fase de ingresso no mercado de trabalho.

“Com a qualificação profissional, cria-se um novo dimensionamento e valorização para essa mão de obra”, acentuou ele.

Abertas inscrições para o curso de Agronegócio do Senar

Seguem abertas, até o dia 9 de fevereiro, as inscrições para o curso técnico de nível médio em Agronegócio, realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) em parceria com o MEC, na modalidade à distância (80% online e 20% presencial), com um total de carga horária de 1.230 horas e  duração total de 4 semestres (2 anos).

O Senar oferece mais de 3 mil vagas em todo o Brasil. Totalmente gratuito, esse curso é fruto da parceria com os Ministérios da Educação (MEC) e da Agricultura e Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O processo de seleção será online por meio de análise curricular. No ato da inscrição, o candidato deverá anexar o histórico escolar e indicar o polo de ensino para participar das aulas presenciais.

No Maranhão, o Senar oferece neste primeiro semestre, 160 vagas, distribuídas nos municípios de Balsas (30), Caxias (20), Chapadinha (30), Colinas (30), Imperatriz (30), e Açailândia (20) – regiões consideradas de maior vocação para o agronegócio no estado. São parceiros do Senar nessa empreitada, sindicatos rurais patronais e prefeituras municipais.

A implantação do curso no Maranhão ocorreu desde 2015, nos municípios de Chapadinha, Colinas e Balsas, tendo formado no final de 2017 quarenta profissionais para atuar no agronegócio maranhense.

O curso Técnico em Agronegócio é hoje reconhecido além do MEC, também pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA), dando oportunidade ao profissional de ser reconhecido e legalizado como Técnico em Agronegócio, nível médio.

O Técnico em Agronegócio do SENAR cumprirá seu importante papel de agente de transformação do setor agropecuário, na medida em que atuará como parceiro do produtor rural, por meio de técnicas inovadoras e sustentáveis, na conquista da produtividade e lucratividade, com visão empreendedora para a melhoria da qualidade de vida do meio rural.

O principal desafio do Técnico em Agronegócio é aumentar a eficiência do mercado agrícola e industrial. Por meio de técnicas de gestão e de comercialização, o profissional deve atuar na execução de procedimentos para melhor planejar e auxiliar o produtor na organização e controle das atividades de gestão do negócio rural.

SENAR abre mais de 3 mil vagas para o curso técnico gratuito em Agronegócio

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural está com inscrições abertas para o processo seletivo do curso Técnico em Agronegócio, na modalidade semipresencial, com a oferta de 3.020 vagas. Totalmente gratuito, o curso é oferecido em parceria com os Ministérios da Educação (MEC) e da Agricultura e Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O processo de seleção será online por meio de análise curricular. No ato da inscrição, o candidato deverá anexar o histórico escolar e indicar o polo de ensino para participar das aulas presenciais.

Terão prioridade de acesso às vagas os agentes de assistência técnica e extensão rural; agricultor familiar ou médio produtor e técnicos de assistência técnica e extensão rural. Os candidatos que não apresentarem documentação que comprovem esse vínculo com o setor agropecuário vão concorrer às vagas como público geral.

O curso Técnico em Agronegócio é reconhecido MEC e pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). Tem carga horária de 1.230 horas, divididas em 80% a distância e 20% com aulas presenciais, no polo indicado pelo candidato aprovado.

O principal desafio do Técnico em Agronegócio é aumentar a eficiência do mercado agrícola e industrial. Por meio de técnicas de gestão e de comercialização, o profissional atua na execução de procedimentos para planejar e auxiliar na organização e controle das atividades de gestão do negócio rural.

Antes de efetivar a inscrição, os candidatos devem ler o edital atentamente, pois o sistema aceita somente uma inscrição por CPF. As inscrições vão até o dia 9 de fevereiro pelo site http://etec.senar.org.br/

Para mais informações entre em contato via 0800 642 0999 ou pelo e-mail etec@senar.org.br.

Assessoria de Comunicação do Sistema CNA/Senar
Telefone: (61) 2109 1419
cnabrasil.org.br
canaldoprodutor.tv.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA

Senar ministra palestra sobre padronização do abacaxi na Expoema

O evento terá como público produtores rurais, técnicos, instrutores e demais interessados

Abacaxi produzido em S. Domingos do Maranhão, sob a assistência técnica e gerencial do SENAR.

O projeto da abacaxicultura em São Domingos do Maranhão desenvolvido pelo SENAR via Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), buscou, entre outras orientações técnicas, a padronização do fruto como forma de valorização da produção e ocupação de outros nichos de mercado.

A equipe técnica  da entidade elegeu como um  dos temas representativos do trabalho de ATeG realizado com sucesso esse projeto, cujas particularidades serão  apresentadas nesta quinta (19), das 14hs às 16hs, no auditório da Ascem, na 60ª edição da Expoema (Parque Independência), em São Luis.

A palestra será ministrada pelo mestre em agroecologia, especialista em abacaxicultura e supervisor de campo do Senar, Rozalino Aguiar, que acompanhou todo o trabalho de capacitação e assistência técnica e gerencial dos 50 produtores rurais, pela equipe de ATeG do SENAR, com o apoio do Sindicato dos Produtores Rurais de São Domingos, durante dois anos consecutivos.

A qualificação dos abacaxicultores sãodominguenses, foi  centrada na transferência de informações técnicas essenciais para a aplicação de tecnologias  nas áreas de plantio e gestão da propriedade, assim como, na adubação de fundação, na  escolha do tamanho das mudas, na  separação das áreas de plantio em talhões pelos tamanhos das mudas, na escolha da época  adequada de plantio, e na utilização de insumos registrados para cultura.

O trabalho de assistência técnica também teve grande importância da compra coletiva de insumos, que levou à redução do custo de produção e otimização dos lucros.

Mais Produção

Na sequencia, serão abordados os resultados do programa Mais Produção do Governo do Estado por meio da Sagrima, com execução do Senar em 1.550 propriedades rurais maranhenses, em apoio às cadeias produtivas de carne e couro, leite, piscicultura, hortifrúti e arroz.

Outras ações de capacitação técnica estão sendo oferecidas aos produtores rurais tais como: Doma Racional de Equinos, Irrigação e Drenagem (teoria e prática) e Silagem.  Os interessados devem se inscrever no estande do Senar, de forma totalmente gratuita.

O visitante vai encontrar ainda  outras informações técnicas, via operação das minioficinas de mandioca e de cachaça, ministradas por instrutores do Senar, além de uma equipe de colaboradores com informações atualizadas sobre as ações e atividades da instituição voltadas para apoiar o homem do campo.

Scroll To Top