Início / Tag Archives: faema

Tag Archives: faema

Feed Subscription

Agrodiálogos do Senar reúne mais de trezentas pessoas em Cantanhede

O projeto discute com produtores rurais alternativas e  investimento em tecnologia no campo

Raimundo Coelho, da Faema, no encerramento do Agrodiálogos em Cantanhede.

Empresário e ex-secretário da Sagrima, Márcio Honaiser, fala da importância da Agricultura para o estado.

Mais de trezentos produtores rurais acabam de participar do seminário Agrodiálogos  do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), em Cantanhede. O evento  teve a organização da entidade em parceria com o Governo do Estado por  meio da Secretaria Estadual  de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), com apoio de sindicatos, igreja católica local, associações e lideranças comunitárias rurais.

Cerca de 40 localidades do município, foram representadas na solenidade, motivadas por mais conhecimento acerca do empreendedorismo e aprendizado para o seu negócio. Muitos deles encontram-se pleiteando recursos junto à crédito fundiário pelo Incra (áreas de assentamento) e linhas de crédito junto a bancos oficiais, a fim de organizar as suas produções. O Agrodiálogos tirou dúvidas e abriu perspectivas para quem participou.

O projeto Agrodiálogos tem por  objetivo favorecer o homem do campo por meio de palestras  sobre inovações tecnológicas, educação rural, empreendedorismo, formação profissional rural, assistência técnica, organização do setor rural e participação politica. A iniciativa visa incentivar o pequeno e médio produtor rural, para melhor empreender e fazer crescer o seu negócio.

Compromisso

Em Cantanhede, a  abertura foi feita pelo superintendente  de Apoio à Produção Agropecuária da Sagrima, Paulo Coelho, responsável pela organização do  evento, seguida pelo representante da  Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Agricultura Familiar do Estado do Maranhão (Fetraf), Ruan Amorim, que tratou do tema Crédito Fundiário.

A programação envolveu o superintendente do Senar, Luiz Figueiredo, que discorreu sobre as ações da entidade voltadas para a capacitação do produtor rural em todo o estado. Também colaborou com o seminário, o empresário e ex-secretário da Agricultura do Estado, Márcio Honaiser, que falou do compromisso do atual Governo para com a produção rural, ressaltando a parceria com o sistema Faema/Senar, em diversos programas.

Finalizou a reunião, o presidente do sistema Faema/Senar, Raimundo Coelho falou dos serviços prestados pelas entidades que representa, destacando conhecimento e  aplicação de tecnologia no campo e citou o programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), e de parcerias com o Governo Estadual, no sentido de fazer prosperar as propriedades atendidas pelo  programa Mais Produção.

“É um projeto que traz informações ao produtor rural. É muito importante o trabalho que estamos fazendo porque dele, falamos da  necessidade que temos de transferir tecnologia para a pequena e média produção de Cantanhede e do todo o estado”, disse Raimundo Coelho, após a sua apresentação.

Na opinião de Márcio Honaiser, o Agrodiálogos foi muito produtivo em Cantanhede. “Ver tantos produtores rurais, associações e sindicatos reunidos em torno de projetos de desenvolvimento para o setor produtivo, discutindo os desafios e oportunidades é realmente um sinal de que estamos no caminho certo”, pontua ele.

Paulo Coelho analisa o encontro com os produtores em Cantanhede, ressaltando que é necessário que uma análise sobre  o desenvolvimento rural do município e de todo o Estado.

“O Senar está de parabéns pelo projeto Agrodiálogos que traz palestrantes capacitados para discutir essas políticas públicas com os produtores rurais tanto para Cantanhede  quanto para todo o Maranhão – que  só tem a ganhar com o projeto”, destacou Paulo Coelho.

Paulo Coelho, Márcio Honaiser e Raimundo Coelho, no seminário Agrodiálogos em Cantanhede.

Mais de trezentos produtores rurais, participaram das palestras que trataram de assuntos importantes para o setor rural.

Senar e Sebrae promovem seminários para produtores rurais de Santa Inês e Lago da Pedra

 Os encontros motivam o produtor a investir em conhecimento e tecnologia

Raimundo Coelho ministra palestra sobre Agrodiálogos

Gerente Regional do Sebrae de Santa Inês e staff do sistema Faema/Senar.

Negócios Rurais, Crescer com Profissionalismo: esse foi o tema principal dos seminários promovidos pelo Senar e Sebrae na sede da  gerência de Santa Inês e na AGRITEC de Lago da Pedra, reunindo cerca de 150 pessoas  por evento, de municípios e comunidades próximas, incluindo estudantes do Instituto Federal de Educação e Tecnologia (IFMA), técnicos, lideranças e produtores rurais de Santa Inês, Monção, Santa Luzia, Pindaré-Mirim, Lago da Pedra, Lago do Junco, Esperantinópolis e Poção de Pedras.

Participaram  também, os presidentes dos Sindicatos dos Produtores Rurais de Santa Inês: Antônio Santiago, de Monção: Jonsson Jackson Matos dos Santos, de Pindaré: Márcio Francisco  M. dos Santos, de Santa Luzia: Francisco Pereira da Silva e de Esperantinópolis: Emerson de Macedo Galvão.

O objetivo dos seminários, de acordo com a organização é trazer o produtor ao ambiente de negócios, despertando a cultura empresarial  dentro da atividade rural,  mostrando a ele as ferramentas que o Sebrae e o Senar e outras instituições públicas  dispõem,  para que possa melhorar a sua produtividade  e ao mesmo tempo maximizar seu lucro. Ainda de acordo com a organização, os seminários sobre Negócios Rurais vai percorrer todo o estado do Maranhão com vistas a atender o homem do campo.

 A equipe do Sebrae, participou diretamente de toda organização, com destaque para o diretor-gerente Wamberg Amaral que abriu a solenidade em Santa Inês, falando da importância dos temas abordados para o setor rural da região. O instrutor do Senar e consultor do Sebrae, Antônio Lobo iniciou os trabalhos falando de Agricultura de baixa emissão de carbono.  Já o  gerente técnico do Senar, Carlos Antônio Feitosa tratou do programa  Negócio Certo Rural (NCR),  aplicado nas diversas regiões do estado pelo Senar e Sebrae.

Agrodiálogos

O Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e o Banco da Amazônia (BASA), convidados para o evento, discorreram sobre Crédito Rural –  que abrange recursos destinados a custeio, investimento ou comercialização dos produtos rurais.

De grande abrangência e importância para os convidados, o projeto Agrodiálogos do Senar foi apresentado pelo presidente do sistema Faema/Senar, Raimundo Coelho, que destacou na oportunidade as ações do Senar cujo foco é promover conhecimento e melhoria da qualidade de vida ao homem do campo.

“É  importante a presença do Raimundo Coelho  porque ele é o vice-presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae e a sua participação aproxima  a comunidade empresarial do setor rural maranhense” disse o diretor-gerente do Sebrae, empenhado em atender o produtor rural.

O  estudante do IFMA, Guilherme Silva Santos, morador de Santa Inês, disse que  os  seminários foram de grande  importância, porque serviram para tirar dúvidas dos presentes acerca dos pontos cruciais na produção.

“Os seminários foram de muita valia, aprendi muito aqui hoje, tirei muitas dúvidas  e  como pretendo ser produtor rural, preciso continuar acompanhando esses eventos”, frisou o estudante.

NCR em destaque pelo gerente técnico do Senar, Carlos Feitosa.

O superintendente Luiz Figueiredo fala sobre ações e atividades do Senar.

Instrutor do Senar e Sebrae, Antônio Lobo fala de novas tecnologias no campo.

Produtora rural de Matinha participa do seminário.

Senar inicia em Balsas novas turmas do programa Aprendizagem Rural

O programa atende jovens aprendizes com capacitação para o mercado de trabalho

Yolanda Gomes, do Senar, instrutores e alunos do programa Aprendizagem Rural.

O Senar deu início esta semana, em Balsas (MA), a mais duas turmas do programa Aprendizagem Rural (Jovem Aprendiz Rural), cujo foco é capacitar jovens de 14 a 24 anos para o mercado de trabalho nas áreas  administrativa e operacional da avicultura.

Nessa empreitada, o Senar firmou parceria com a empresa SLC Agrícola para a qualificação de mais 25 alunos em auxiliar administrativo e com a Notaro para formação de 15 operadores da atividade avícola. Com essa nova turma, a empresa SLC Agrícola contabiliza 40 jovens atendidos até agora.

Já a Notaro Alimentos, inicia o processo de qualificação profissional com 15, para dentro de um ano, além de garantir uma formação técnica na área produtiva da avicultura de corte, também disponibilizar mão de obra qualificada para atender as necessidades do mercado.

Além de Balsas, o Senar mantém ainda as turmas do Programa Aprendizagem Rural (Jovem Aprendiz Rural) nas empresas Santa Izabel Alimentos em São José de Ribamar (auxiliar administrativo e avicultor) e na JS Florestal em Açailândia (silvicultor).

Aprendizagem Rural

O programa foi lançado pelo Senar para atender as exigências do governo federal (Ministério do Trabalho e Emprego – MTE) no que tange à Lei nº 10.097/2000 e consiste em preparar jovens e adolescentes para o mercado de trabalho em consonância com o quadro funcional e as necessidades das empresas que exploram atividades rurais, considerando os requisitos da legislação em vigor.

Com este projeto a entidade objetiva realizar a Formação Profissional Rural, (FPR), com metodologia de ensino-aprendizagem voltada aos aprendizes, capacitando-os para o ingresso no mercado de trabalho. O curso técnico é destinado aos jovens que queiram ingressar em atividades agrossilvipastoris, com capacidade para atender a sua comunidade, ganhando um ofício e melhorando a renda de sua família.

Os participantes deste tipo de capacitação recebem aulas teóricas e práticas dentro das instalações da empresa, podendo, ao final do curso serem contratados para exercer a função como empregado, dentro do estabelecimento. Enquanto alunos, eles recebem meio salário mínimo por um turno de trabalho experimental,  que os mantêm em suas atividades.

De acordo com o coordenador da empresa SLC Agrícola, Marcos Nunes, a parceria com o Senar tem dado certo e todos estão satisfeitos. Ele explica que esta já é a segunda turma na filial do Maranhão, um fato, segundo explica, “inédito para nós que já  a algum  tempo, vínhamos tentando trazer o curso e agora conseguimos. A nossa ideia é intensificar essa parceria,  trazendo outros cursos e treinamentos complementares  para a nossa empresa”, acentuou.

Para o superintendente do Senar, Luiz Figueirêdo o  programa Aprendizagem Rural vem recebendo atenção especial da instituição por preparar jovens e adolescente que estão no início da fase de ingresso no mercado de trabalho.

“Com a qualificação profissional, cria-se um novo dimensionamento e valorização para essa mão de obra”, acentuou ele.

Senar treina instrutores com sistema ‘Senar nas Nuvens’

O sistema vai permitir gerenciamento pelo Senar Brasil das ações desenvolvidas pela regional

Luiz Figueirêdo ministra palestra aos instrutores.

Instrutores/alunos atentos às informações dadas pelo superintendente e pelo técnico, Francisco Xavier.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MA) acaba de treinar novas turmas de instrutores para a utilização do  ‘Senar nas Nuvens’. O sistema é uma ferramenta de gestão de informações criada para auxiliar as Administrações Regionais nos processos da Formação Profissional Rural (FPR),  Promoção Social (PS) e Programas Especiais (PE). Assim como a regional do Maranhão, várias outras regionais  já utilizam tal ferramenta no seu dia a dia desde o ano passado, quando foi implantado.]

Todos  os agentes envolvidos nos processos da Formação Profissional Rural  e da Promoção Social, que são mobilizadores, instrutores, supervisores e equipe técnica ficam responsáveis diretamente por cada etapa, desde a solicitação das demandas pelos sindicatos e elaboração do Plano Anual de Trabalho (PAT) à conclusão do treinamento e certificação dos participantes ou do evento realizado pela Regional. Com isso, será possível levantar, com facilidade, os quantitativos do Senar em todo o País.

No Maranhão, assim como instrutores, serão capacitados também  os mobilizadores,  que trabalharão no processo de qualificação por todo o estado. A atualização do  ‘Senar nas Nuvens’, é diária, o que facilita o registro e a busca de informações para a elaboração de relatórios, por exemplo.

De acordo com o administrador regional do programa ‘Senar nas Nuvens’, Francisco Xavier Rabelo Júnior, até agora foram treinados  cerca de oitenta pessoas  na primeira fase  que iniciou no ano passado, quando  o Senar/MA, iniciou  a alimentação do sistema com as informações específicas da regional.

“Para mim, é uma satisfação enorme poder passar informações tão importantes aos instrutores – pois permite a garantia de continuidade das atividades desenvolvidas por eles, que são essenciais no processo educativo do homem do campo”, destacou Xavier, satisfeito com a iniciativa do Senar.

Para o instrutor,  José Costa Lopes, a ação vai melhorar o desenvolvimento das atividades com ênfase na qualidade do trabalho dos instrutores.

“Excelente projeto. O Senar está de parabéns pela implantação deste sistema”. Frisou ele.

Senar e Sindicato Rural inicia quarta turma do curso Técnico em Agronegócio em Chapadinha 

Iniciou nesse sábado, 17, as aulas da quarta turma do curso técnico em Agronegócio do polo da Rede E-tec em Chapadinha. Para recepcionar os novos alunos do polo, estiveram presentes na aula inaugural, o presidente da Federação de Agricultura do Maranhão, Raimundo Coelho, o presidente do Sindicato dos produtores rurais de Chapadinha, José Luzia, os vereadores Alberto Carlos e Toti, e o professor doutor da UFMA Campus Chapadinha, Gregori Ferrão, além de ex alunos e técnicos do Senar.

O presidente da Federação de Agricultura do Maranhão Raimundo Coelho, destacou durante sua fala a importância da formação para o desenvolvimento da região.

“A formação desses jovens é um despertar importante para a atividade rural. Nos sentimos felizes, pois a procura pelo curso nesse último seletivo foi muito expressiva demonstrando a importância que o mesmo tem para o desenvolvimento regional,” destacou.

No Maranhão, além da turma de Chapadinha (30), o Senar inicia também as aulas nos polos de Balsas (30), Caxias (20), Colinas (30), Imperatriz (30), e Açailândia (20) – regiões consideradas de maior vocação para o agronegócio no estado. São parceiros do Senar nessa empreitada, sindicatos rurais patronais e prefeituras municipais.

O presidente do Sindicato dos produtores rurais de Chapadinha, José Luzia, destacou que a capacitação atende as necessidades da região.

“O mercado está aberto para os profissionais do agronegócio. Esses profissionais são importantes para o futuro da nossa agricultura o que deve gerar crescimento da economia do nosso município e região,” enfatizou ele.

Ano passado o Senar Maranhão formou quarenta profissionais para atuar no agronegócio maranhense.

O curso Técnico em Agronegócio é reconhecido MEC e pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). Tem carga horária de 1.230 horas, divididas em 80% a distância e 20% com aulas presenciais, no polo indicado pelo candidato aprovado. Todo o curso é gratuito e inclui material didático e aulas em campo.

O que faz um Técnico em Agronegócio

O Técnico em Agronegócio do SENAR cumprirá seu importante papel de agente de transformação do setor agropecuário, na medida em que atuará como parceiro do produtor rural, por meio de técnicas inovadoras e sustentáveis, na conquista da produtividade e lucratividade, com visão empreendedora para a melhoria da qualidade de vida do meio rural.

Por Lidiane Reinaldo

Scroll To Top