Início / Tag Archives: senar

Tag Archives: senar

Feed Subscription

Produtoras rurais de Cantanhede são capacitadas Senar e produzem doces e salgados

Alunas durante o encerramento do curso.

O gestor do Senar, Luiz Figueiredo, Yolanda Gomes, Rosinha Monteles, Francisca Coelho, Ana Paula Coelho e Marly Carvalho.

A combinação de Doces e Salgados, nem sempre é apropriada, mas no caso do curso ofertado pelo Senar para produtoras rurais de Cantanhede, foi muito bem vinda. Foram três dias de aulas teóricas e práticas que demandaram o preparo primoroso de dezenas deste tipo de alimento para um grupo de 12 mulheres.

A proposta principal desta iniciativa é preparar as participantes para encarar o mercado de trabalho criando oportunidade para investir em um negócio próprio, incrementando a renda da família com vistas a melhorar a qualidade de vida.

O curso ocorreu com o apoio do técnico agrícola Paulo Coelho e da mobilizadora do Senar Ana Paula Coelho, ambos moradores daquele município que cederam o espaço de sua casa para o evento.

De acordo com a mobilizadora, as mulheres envolvidas no curso de Produção Artesanal de Alimentos, são beneficiárias do programa Minha Casa Minha Vida da zona rural de Cantanhede. Ela diz ainda que ao se capacitarem, elas investem na melhoria de qualidade de vida de sua família e passam a ser mulheres emponderadas.

“Foi muito gratificante participar deste processo, pois, por meio deste treinamento o Senar oferece oportunidade de crescimento e independência profissional de cada participante, sendo por isso considerada a maior escola da vida no campo. Tenho orgulho de fazer parte desta grande família”, falou ela, emocionada ao ver o resultado do trabalho.

Para a instrutora Marly Piedade Carvalho, o curso de Doces e Salgados tem uma  grande importância, haja vista que se propõe a criar fomento à família, e também à comunidade em que vive.

“Após esta capacitação, as produtoras rurais podem gerar uma fonte de renda permanente, além disso, serve para evitar o êxodo rural. A satisfação em trabalhar no Senar é muito grande, porque a gente sabe que temos o apoio da instituição”, disse a instrutora.

Já a produtora rural Raimunda Carneiro, assegura que recebeu informações valiosas para a sua vida, durante as 24 horas de aula.

“Foi muito bom para mim, nunca havia participado de um evento como este, e na oportunidade aprendi a fazer diversos bolos e salgados. Vou fazer para o consumo da minha casa”, ressaltou ela destacando a importância do Senar em sua vida. “Nota dez para o Senar”.

Senar fortalece atividades da Agrofeira de Bacabal com capacitação de produtores rurais

Ramon Arraes e equipe do Senar, no estande da Agrofeira – Bacabal.

Novas tecnologias, palestras técnicas, cursos de qualificação e aperfeiçoamento de mão de obra para o setor rural e comercialização de produtos agropecuários foram o forte da 13ª Agrofeira de Bacabal – 2018.

Essas atividades foram desenvolvidas em parceria com o Senar, fortalecendo o setor produtivo agropecuário do município e da região do Mearim. O evento desenvolvido sob a direção do Sindicato dos Produtores Rurais de Bacabal, com o apoio da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão (Faema) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), teve seu ponto alto com os cursos de derivados do leite, operador de máquinas agrícolas e a comercialização de animais com carga genética melhorada.

Dezenas de produtores rurais da região foram qualificados por meio dos cursos de Operação de Máquinas Agrícolas, ministrado pelo instrutor Jesiel Sousa Silva; Derivados do Leite, por Ana Joaquina e a Oficina de Cachaça, pela química industrial Silvia Viana de Almeida. Todos os instrutores pertencentes ao quadro do Senar.

De acordo com a diretoria do sistema Faema/Senar, a Agrofeira de Bacabal é uma das maiores vitrines da produção agropecuária do estado e tem crescido a cada ano, contribuindo de forma direta para o fortalecimento do setor agropecuário regional, atendendo o empresariado e a produção rural com a comercialização de tratores, implementos agrícolas, produtos agroveterinários, alimentação, dentre outros bens de consumo do setor rural.

Satisfeito com o trabalho realizado durante os três dias e com o apoio do sistema Faema/Senar, Ramon Arrais, presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Bacabal, garante ter sido a Agrofeira-2018 um dos maiores investimentos feitos durante a sua gestão. Destacou dentre os diversos atrativos, a participação de criadores de caprinos e ovinos dos estados do Maranhão, Paraíba, Pernambuco e Piauí e as oportunidades de negócios geradas na ocasião, bem como os melhoramentos genéticos e a venda de touros advindos de diversos municípios maranhenses.

Ramon, ratificou ainda o apoio, do presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão (Faema), José Hilton de Sousa, do presidente licenciado Raimundo Coelho, do superintendente do Senar, Luiz Figueirêdo, do secretário-adjunto da Secretaria de Estado da Agricultura, Émerson Macêdo, além de outros representantes do Governo do Estado. Também destacou a visita dos presidentes dos Sindicatos de Produtores Rurais de Fortuna (Francisco Coelho), Presidente Dutra (Jonas Gomes Cruz), Vitorino Freire (Paulo Veríssimo da Costa) e de Viana (Edvaldo Amorim).

“O apoio do sistema Faema/Senar é de grande importância. Em todas as edições temos turmas de capacitação com professores atenciosos e qualificados para atender aos produtores rurais, contribuindo para o fortalecimento das atividades agropecuárias regionais”, ressaltou o presidente do Sindicato, acentuando o papel do Senar e o apoio dos seus diretores na Agrofeira – 2018.

Para o superintendente do Senar Luiz Figueirêdo, a 13ª edição da Agrofeira de Bacabal vem fortalecer ainda mais o bom caminhamento que permeia o setor rural da região do Mearim.

“A Agrofeira consolida ainda mais, o bom trabalho que vem fazendo o Ramon à frente do Sindicato Rural de Bacabal, e o Senar não poderia ficar de fora dessa grande iniciativa que tem como foco, o produtor rural”, acentuou Figueirêdo.

produtoras durante execução da capacitação em Derivados do Leite.

Produtores rurais recebem visita do presidente do sistema Faema/Senar, durante curso de trator.

Curso de Operação de Máquinas Agrícolas

Encerramento do curso Derivados do Leite.

Senar inicia em Balsas novas turmas do programa Aprendizagem Rural

O programa atende jovens aprendizes com capacitação para o mercado de trabalho

Yolanda Gomes, do Senar, instrutores e alunos do programa Aprendizagem Rural.

O Senar deu início esta semana, em Balsas (MA), a mais duas turmas do programa Aprendizagem Rural (Jovem Aprendiz Rural), cujo foco é capacitar jovens de 14 a 24 anos para o mercado de trabalho nas áreas  administrativa e operacional da avicultura.

Nessa empreitada, o Senar firmou parceria com a empresa SLC Agrícola para a qualificação de mais 25 alunos em auxiliar administrativo e com a Notaro para formação de 15 operadores da atividade avícola. Com essa nova turma, a empresa SLC Agrícola contabiliza 40 jovens atendidos até agora.

Já a Notaro Alimentos, inicia o processo de qualificação profissional com 15, para dentro de um ano, além de garantir uma formação técnica na área produtiva da avicultura de corte, também disponibilizar mão de obra qualificada para atender as necessidades do mercado.

Além de Balsas, o Senar mantém ainda as turmas do Programa Aprendizagem Rural (Jovem Aprendiz Rural) nas empresas Santa Izabel Alimentos em São José de Ribamar (auxiliar administrativo e avicultor) e na JS Florestal em Açailândia (silvicultor).

Aprendizagem Rural

O programa foi lançado pelo Senar para atender as exigências do governo federal (Ministério do Trabalho e Emprego – MTE) no que tange à Lei nº 10.097/2000 e consiste em preparar jovens e adolescentes para o mercado de trabalho em consonância com o quadro funcional e as necessidades das empresas que exploram atividades rurais, considerando os requisitos da legislação em vigor.

Com este projeto a entidade objetiva realizar a Formação Profissional Rural, (FPR), com metodologia de ensino-aprendizagem voltada aos aprendizes, capacitando-os para o ingresso no mercado de trabalho. O curso técnico é destinado aos jovens que queiram ingressar em atividades agrossilvipastoris, com capacidade para atender a sua comunidade, ganhando um ofício e melhorando a renda de sua família.

Os participantes deste tipo de capacitação recebem aulas teóricas e práticas dentro das instalações da empresa, podendo, ao final do curso serem contratados para exercer a função como empregado, dentro do estabelecimento. Enquanto alunos, eles recebem meio salário mínimo por um turno de trabalho experimental,  que os mantêm em suas atividades.

De acordo com o coordenador da empresa SLC Agrícola, Marcos Nunes, a parceria com o Senar tem dado certo e todos estão satisfeitos. Ele explica que esta já é a segunda turma na filial do Maranhão, um fato, segundo explica, “inédito para nós que já  a algum  tempo, vínhamos tentando trazer o curso e agora conseguimos. A nossa ideia é intensificar essa parceria,  trazendo outros cursos e treinamentos complementares  para a nossa empresa”, acentuou.

Para o superintendente do Senar, Luiz Figueirêdo o  programa Aprendizagem Rural vem recebendo atenção especial da instituição por preparar jovens e adolescente que estão no início da fase de ingresso no mercado de trabalho.

“Com a qualificação profissional, cria-se um novo dimensionamento e valorização para essa mão de obra”, acentuou ele.

Senar treina instrutores com sistema ‘Senar nas Nuvens’

O sistema vai permitir gerenciamento pelo Senar Brasil das ações desenvolvidas pela regional

Luiz Figueirêdo ministra palestra aos instrutores.

Instrutores/alunos atentos às informações dadas pelo superintendente e pelo técnico, Francisco Xavier.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MA) acaba de treinar novas turmas de instrutores para a utilização do  ‘Senar nas Nuvens’. O sistema é uma ferramenta de gestão de informações criada para auxiliar as Administrações Regionais nos processos da Formação Profissional Rural (FPR),  Promoção Social (PS) e Programas Especiais (PE). Assim como a regional do Maranhão, várias outras regionais  já utilizam tal ferramenta no seu dia a dia desde o ano passado, quando foi implantado.]

Todos  os agentes envolvidos nos processos da Formação Profissional Rural  e da Promoção Social, que são mobilizadores, instrutores, supervisores e equipe técnica ficam responsáveis diretamente por cada etapa, desde a solicitação das demandas pelos sindicatos e elaboração do Plano Anual de Trabalho (PAT) à conclusão do treinamento e certificação dos participantes ou do evento realizado pela Regional. Com isso, será possível levantar, com facilidade, os quantitativos do Senar em todo o País.

No Maranhão, assim como instrutores, serão capacitados também  os mobilizadores,  que trabalharão no processo de qualificação por todo o estado. A atualização do  ‘Senar nas Nuvens’, é diária, o que facilita o registro e a busca de informações para a elaboração de relatórios, por exemplo.

De acordo com o administrador regional do programa ‘Senar nas Nuvens’, Francisco Xavier Rabelo Júnior, até agora foram treinados  cerca de oitenta pessoas  na primeira fase  que iniciou no ano passado, quando  o Senar/MA, iniciou  a alimentação do sistema com as informações específicas da regional.

“Para mim, é uma satisfação enorme poder passar informações tão importantes aos instrutores – pois permite a garantia de continuidade das atividades desenvolvidas por eles, que são essenciais no processo educativo do homem do campo”, destacou Xavier, satisfeito com a iniciativa do Senar.

Para o instrutor,  José Costa Lopes, a ação vai melhorar o desenvolvimento das atividades com ênfase na qualidade do trabalho dos instrutores.

“Excelente projeto. O Senar está de parabéns pela implantação deste sistema”. Frisou ele.

Produtor rural é quem mais se preocupa com preservação da água, afirma presidente da CNA

Brasília (19/03/2018) – “Estamos aqui para mostrar que o produtor rural produz com sustentabilidade e preserva o meio ambiente. Porém, mais do que isso, o produtor é quem mais se preocupa e produz cuidando da terra e da água”, afirmou o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, durante o lançamento do Programa Nacional de Irrigação do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

O evento aconteceu no espaço do Sistema CNA no 8º Fórum Mundial da Água, em Brasília. Segundo Martins, a intenção da CNA no fórum é mostrar com conteúdo técnico que o setor não gasta água em excesso.

“Queremos aproveitar esse momento para desmistificar essas questões e mostrar que o produtor rural mais do que ninguém cuida da água e da terra, afinal, se ele destruir os mananciais, estará destruindo seu próprio patrimônio.”

O Programa de Irrigação do Senar vai capacitar o produtor e dar a ele as condições necessárias para manejar os sistemas de irrigação de forma correta e ser mais eficiente no uso da água na propriedade.

Daniel Carrara, diretor-geral do Senar

“Esse programa é fruto da demanda do setor, que sentiu a necessidade de atualizar seu conhecimento em técnicas e tecnologias voltadas à gestão do uso da água. Esse é o primeiro passo de muitos que virão, para que o produtor possa utilizar esse recurso de forma responsável na produção de alimentos,” afirmou o diretor-geral do Senar, Daniel Carrara.

O programa tem 116 horas/aula e cada curso pode ser feito separadamente, de acordo com o interesse do produtor e com certificação. O Senar também está elaborando o material didático das capacitações em parceria com empresas como a Netafim, líder em sistemas de gotejamento.

“Irrigação não é importante só para a produtividade e oferta de alimentos. É importante para a segurança alimentar e nutricional da população mundial, sem contar que a sociedade é beneficiada pela irrigação porque gera empregos e traz mais diversidade de alimentos para às prateleiras”, disse o coordenador do programa no Senar, Rafael Nascimento da Costa.

Rafael Costa, coordenador do Programa de Irrigação

Para a produtora rural e presidente da Associação dos Produtores Rurais e Irrigantes do Noroeste de Minas Gerais (Irriganor), Ana Maria Valentini, o programa do Senar é muito importante para garantir a produção com sustentabilidade nas propriedades. Segundo ela, a gestão compartilhada dos recursos hídricos e a conscientização de que o produtor precisa ampliar a gestão na microbacia na qual está inserido, e não somente na sua propriedade, são fundamentais.

“Como o produtor vai fazer uma boa gestão se ele não tiver capacidade de usar as tecnologias que nós temos disponíveis? Esse programa é muito importante e ele chega em boa hora, pois a sociedade está cobrando do produtor rural o uso mais racional e sustentável da água”.

Ana Maria Valentini

A meta neste primeiro ano do programa é capacitar mil produtores rurais nos temas Manejo da Irrigação, Sistemas de Irrigação por Aspersão, Irrigação Localizada, Irrigação por Superfície, Fertirrigação e Gestão de Energia Elétrica na Irrigação.

Estavam presentes no lançamento do programa os presidentes da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (FAEB), Humberto Miranda, da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (FAEC), Flávio Saboya, e da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (FAEPE), Pio Guerra.

Serviço: 
O que: Sistema CNA no 8º Fórum Mundial da Água
Quando: Até 23 de março, das 09 às 19h
Onde: Pavilhão da Expo – Estacionamento do Estádio Mané Garrincha – Eixo Monumental – Brasília/DF

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR
Fotos: Tony Oliveira

Scroll To Top